[FIXO] Guia LT sobre Lanternas (para iniciantes)

Discussão sobre lanternas em geral
Avatar do usuário
Dioni
Flashaholic
Mensagens: 160
Registrado em: 06 Mar 2015, 07:54
Localização: Passo Fundo-RS
Contato:

[FIXO] Guia LT sobre Lanternas (para iniciantes)

Mensagempor Dioni » 12 Mar 2015, 01:30

Olá a todos os amigos do LT! :hello2:

Sonho antigo
Eu estava prometendo esse tópico há mais de cinco anos. Eu queria montar um guia com tudo, mas são muitas informações. Então descobri que um bom guia não precisa ter tudo, mas sim o necessário. E esse guia pretende ser completo em que pese às necessidades básicas dos iniciantes sobre o assunto.

Sobre a leitura
Infelizmente, cada dia menos pessoas se dedicam a leitura. Não sei se por causa da minha formação acadêmica ou profissional (sou Policial Militar e formado em Direito), tenho preferência pela leitura. Não quis fazer um vídeo por dois motivos: Ficaria muito extenso; e o vídeo não pode ser editado (ou pelo não tão facilmente quanto um tópico), então dificultaria atualizações.

Objetivo
Estou criando este tópico para reunir informações básicas sobre lanternas, pois seria perto do impossível compilar todo o conhecimento sobre lanternas em apenas um tópico e isso não seria o ideal. O próprio CPF é uma biblioteca de pequenos livros (tópicos), escritos pelas mais diversas pessoas. E todos esses tópicos juntos formam o maior oráculo sobre lanternas existente.
Eu pensava em criar um tópico para iniciantes e iniciados, mas, conforme fui escrevendo me deparei com a imensa quantidade de informações que cercam esse hobby. Então, resolvi criar este tópico que se destinará apenas aos iniciantes. Os demais assuntos, que podem ser aprofundados, serão discutidos em tópicos específicos nas devidas seções do Fórum, sendo que possivelmente serão linkados aqui. Relembrando, darei sempre ênfase ao básico.

Para quem quiser audar
Peço que quem quiser criar tópico explicativos sobre o funcionamento ou partes de lanternas, crie um separado. Eu vou linkando aqui, para os iniciantes que quiserem aprofundar o conhecimento, pois editar todos esses códigos para organizar a leitura, dá trabalho! :mpr:
Minha idéia, como dito acima, é deixar aqui apenas um conteúdo básico, sem ser muito aprofundado. Vejam que criar um tópico muito aprofundado pode causar desânimo ao iniciantes. Quando comecei com fotografia, já quiseram me explicar o que os mais experientes fotógrafos estavam fazendo. Isso causa um desânimo muito grande aos iniciantes. :redface4: Eu não pretendo me tornar um fotógrafo profissional. Gosto do hobby de fotografia, mas não pretendo me aprofundar tanto (pelo menos não logo de início, como se a minha vida dependesse de uma fotografia, hehehe). Dominar o básico é a chave para poder progredir :thumbup: .

Impessoalidade
Tentarei ser o máximo imparcial possível, sempre dando ênfase as verdades unânimes dentro do mundo flashaholic, até porque o tópico tem uma visão básica; e no básico não existem muitas contradições.

Termos usados
Não tentarei procurar termos correspondentes em língua portuguesa, até mesmo porque alguns não teriam uma palavra apenas que pudesse traduzir tão facilmente um termo que muitas vezes é bem fácil de aprender. Por isso, contamos com um glossário aqui no Fórum LT.
Basta clicar no link abaixo:
viewtopic.php?f=4&t=12

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Índice:
Para podermos organizar melhor o tópico, ele será dividido nas seguintes partes:·.

1. Escolhendo uma lanterna.
2. Finalidade
3. Tipos de lanternas
4. Materiais que são feitas
5. Acabamentos em alumínio
6. Partes importantes
7. Alimentação (baterias)
8. Fonte de luz
9. Tipos de foco
10. Medidas luminosas
11. Final

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


1. Escolhendo uma lanterna
No mundo das lanternas atualmente existem milhares de modelos, porém existem apenas duas maneiras de se escolher uma lanterna para comprar. Na primeira você vai até a primeira loja (ou um site), pega-se a primeira coisa que se vê e acredita-se nos vendedores e fabricantes, que fazem uma bela embalagem para agradar os olhos ou cobram aquele preço baixinho que parece imperdível (na verdade essa a pior maneira de se comprar qualquer produto). Na outra você realmente pensa sua compra, pesquisa e compra uma que irá suprir as suas necessidades. Se você escolheu a segunda, podemos ir em frente!
:16:

    Curiosidade: Lanterna é uma ferramenta emissora de luz que se baseia num sistema elétrico. São compostas basicamente de um corpo (host), fonte de energia (bateria), fonte emissora de luz (bulbo, LED, HID) e acionador (switch). As informações é que a primeira lanterna de mão foi criada em 12 de março de 1898 pelo inventor inglês (residente em NY) David Misell, quando este solicitou a Patente americana nº 617.592 (obtida em 10 de janeiro do ano seguinte, a qual conta com 4 páginas). Isso foi alguns anos após a primeira bateria seca (dry cell) ter sido criada, o que viabilizou o formato que as lanternas trazem até os dias atuais.

2. Finalidade
Muitos dirão: “Finalidade?! Mas não é iluminar no escuro?” A resposta é óbvia: Não! Não só iluminar no escuro, mas em qual tarefa você vai usá-la, se é para EDC, em acampamentos, caminhadas, uso Policial, Militar, mergulho, busca, salvamento, etc. Enfim, existem várias tarefas e escolher a finalidade influenciará diretamente na utilidade da lanterna escolhida e vice-versa. Lanternas esta que poderá acabar no fundo de uma gaveta caso a escolha seja feita errada, ou não seja feita.

3. Tipos de lanternas
Por haver diversas tarefas para as lanternas, existem hoje milhares de tipos de lanternas sendo que todas tem a finalidade de serem melhores em alguma ou mais tarefas. Vamos nos atentar apenas as mais usuais. São elas:

    Handheld: Também conhecidas por lanternas de mão, são lanternas para uso mais normal. É a maior categoria e tem tamanho médio e peso médio para usar com apenas uma das mãos.
    Headlamp: Também conhecidas por lanternas de cabeça, são lanternas que ficam afixadas na cabeça do usurário a fim de deixar as mão livres.
    Weaponlight: São lanternas feitas para ser adaptadas ou afixadas em armas de fogo.
    Keychain: Lanternas para serem usadas em chaveiros (ou não) que tem a característica de serem muito pequenas.
    Searchlight: Lanternas de alta potência luminosa, usadas para iluminar grandes áreas ou grande distâncias.

4. Materiais que são feitas
As lanternas são feitas em alumínio, plástico/polímero, titânio ou aço inox.

    Alúminio: A grande maioria das lanternas são feitas de alumínio, o qual tem a característica de ser leve, facilmente encontrado e modelado, resistente e com boa condutividade. As lanternas feitas desse material, tem uma camada externa chamada acabamento, que veremos a seguir.
    Plástico ou polímero: A grande vantagem desse material é ter grande leveza, resistência a impactos e conseguir fazer qualquer formato de lanterna com extrema facilidade. Existe uma grande variedade principalmente de polímeros. São desses materiais os formatos mais diferentes e coloridos.
    Titânio: Material que tem a característica de ser extremamente leve e resistente, sem necessidade de acabamentos como o alumínio.
    Aço inox: Um tanto parecido com as características do titânio, não é tão leve quanto aquele, sendo que também dispõe de alta resistência sem necessidades de acabamentos. Contudo, em relação ao titânio, leva a vantagem de ter um preço mais acessível.
    Bronze e Cobre: Usados em algumas custo. Tem excelente condutividade de energia, o que inclui a dissipação do calor, muito importante para modelos com LED.

5. Acabamentos em alumínio
Como dito, a maior parte das lanternas é feitos de alumínio, que por sua vez, precisa de um acabamento (uma camada externa) para ampliar sua resistência e evitar corrosões. Os acabamentos mais comuns são os seguintes:

    Anodizagem tipo-II (type-II): É a anodizagem mais comum encontrada, sendo que é resultado de um processo eletro-químico que forma uma camada de oxidação na superfície do alumínio. Camada essa que é colorida através de um processo químico que pode resultar em diversas cores metálicas.
    Ex.: Maglites AA.
    Anodizagem dura tipo-III (HA type-III): Também é uma anodizagem, como a Tipo-II, porém MUITO mais resistente. A camada também é colorida através de um processo químico, porém resulta em um número de cores mais limitado.
    Ex.: Surefire C2
    Cerâmica: É uma camada de pintura cerâmica muito resistente. Contudo, a resistência desse acabamento está diretamente ligado a qualidade da cerâmica utilizada.
    Ex.: BlackHawk Gladius

6. Partes importantes
Aqui citaremos algumas parte importantes das lanternas, suas características e funções.

    Acionamento/Switch: Acionador da lanterna. Em geral ficam no tailcap ou na no corpo (parte lateral). Tipos:
    • Twist: Precisa rosquear/desrosquear para ligar ou desligar;
      Ex.: Nitecore T5s, Fenix P1D, Thrunite T10.
    • Ring/anel seletor: É um anel magnético, com funções eletrônicas.
      Ex.: Sunwayman V11R, M11R; Jetbeam RRT-0.
    • Momentâneo/Momentary: A lanterna fica ligada apenas enquanto o botão acionador estiver pressionado, desligando tão logo seja solto.
      Ex.: Surefire G2, C2, 6P.
    • Click: Possui duas versões. A Forward, que quando se pressiona já acende (oferecendo assim luz momentânea), devendo ir até o final para clicar e manter a lanterna ligada. Ex.: Nitecore MT1C. E o Reverse, no qual somente após clica e soltar o botão é que a lanterna ficará ligada. Ex.: Armytek Partner
    • Eletrônico: Diferente dos acionadores acima, esse não é físico, é eletrônico. Funcionando com a função determinada a ele.
      Ex.: Inforce 6VX, Blackhawk Gladius.

    Lentes: Existem de diferentes modelos e materiais. Quanto ao material, em geral são de pyrex, plástico ou vidro UCL. Quanto ao modelos, três são os mais usados:
    • Lente plana: usada em diversas lanternas. Ex. Surefire 6P.
    • Lente TIR/TIROS: usada para focar a luz, dispensando o refletor. Ex: Surefire L2X, Inforce 6VX, Surefire E2D Led.
    • Lente convergente: muito usada em lanternas de baixa qualidade para fazer a focagem da luz. Ex: Modelos da LedLenser
    Refletor: Também existem diversos modelos, sendo que os mais comuns são três:
    • Liso/smooth: Refletor liso que aproveita muito bem a luz sendo o mais indicado para throw. Ex. Nitecore MT1C, Maglites.
    • Texturizado/Orange Peel/OP: Refletor com textura, parecido com a pele de uma laranja, que evita algumas imperfeições que podem ocorrer no modelo liso, porém, sem perder muito em aproveitamento de luz. Ex: Surefire G2 P60 bulb
    • Cranelado: Não era mais usado, mas parece ter ganho um nova vida com os modelos novos da Surefire. Ex: Surefire TitanA, XC1.
    Circuit Board/Driver/Regulador eletrônico: É um circuito eletrônico, muito usado em lanternas de LED, para regularem e estabilizarem a saída de luz de modo uniforme. Controla a energia e funções liberados para o Led. É o drive que determina as funções como os modos, strobe, luz emitida, selecionar entre os modos de saídas.
    Anéis de vedação/o-rings: Não anéis de borracha ou silicone, muito comuns em lanternas, nas partes móveis, a fim de evitar a entrada de água e outros, promovendo a vedação.
    Heatsink/Dissipador de calor: Heatsink (ou dissipador de calor) é a parte faz o resfriamento é necessário para remover o calor produzido e é muito necessário principalmente em modelos que usam LED, haja vista que o LED sofre muito com o calor, perdendo eficiência e podendo até mesmo queimar. O aquecimento é um resultado direto da quantidade de tempo em que a lanterna é usada e a energia que o Led (ou bulbo) produziu em forma de calor. Geralmente o corpo de metal de uma lanterna é usado como dissipador de calor.

7. Alimentação
Vou resumir ao máximo, pois esse tema terá um tópico específico. Como dito, as lanternas são uma ferramenta elétrica. São alimentadas por baterias e o tipo de bateria que é usada no dispositivo, influi muito na forma como ela vai funcionar, principalmente em questão de potência e autonomia (sem mencionar as facilidades ou dificuldades de encontrar baterias reservas ou substitutas). Falar de baterias poderia resultar em um livro, então novamente vou restringir a abordagem aos modelos mais encontrados. Primeiramente vamos dividir em dois grupo, descartáveis e recarregáveis (e dentro deles discutiremos os tipos):

    Descartáveis: As baterias descartáveis não podem ser recarregadas e devem ser descartadas após o uso. Os dois tipos que serão mais encontrados são alcalinas e as de lítio:
    • Alcalinas: Tem por característica o baixo preço, facilidade de ser encontrada e vazam quando armazenadas por longos períodods. Tem em média 1,5 volts e existem nos seguintes formatos:
      • AAA
      • AA
      • C
      • D
    • Lítio (Lithium): Tem em média 3,0 volts e existem nos seguintes formatos:
      • AA
      • CR2
      • 123a
      • CR coin

    Recarregáveis: As baterias podem ser recarregadas e existem em grande variedades de químicas e formatos:
    • NiCd: Combinação de níquel e cadmio. Sua característica é resistir a altas correntes, contudo tem baixa amperagem, uma auto-descarga (self-discharge) muito elevada, além do famoso “efeito memória”, devendo ser evitada para o uso em lanternas. Tanto que são raras de serem encontradas. Tem em média 1,25 volts e existem nos seguintes formatos:
      • AAA
      • AA
      • C
      • D
    • NiMH: É uma evolução das NiCad. Combinação de níquel e hidreto metálico, tem mais amperagem que as NiCad, não possuem efeito memória, mas ainda tem uma auto-descarga (self-discharge) elevada. Há alguns anos, existe no mercado uma tecnologia Eneloop (ou low self discharge) que reduziu muito essa auto descarga. Tem em média 1,25 volts e existem nos seguintes formatos:
      • AAA (possui versão Eneloop)
      • AA (possui versão Eneloop)
      • C
      • D
    • Li-ion/Li-Po/LiFePO4/IMR/NCR/A123: São as mais novas formas de energia seca e envolvem químicas baseadas no Lítio. NOTA IMPORTANTE: Embora usem o mesmo lítio, NÃO se deve confundir com as baterias descartáveis. Tem em média 3,5-4,2 volts e existem nos seguintes formatos:
      • 10440 (Tamanho equivalente AAA)
      • 14500 (Tamanho equivalente AA)
      • 15270 (Tamanho equivalente CR2), ou RCR2
      • 16340 (Tamanho equivalente CR123a) ou RCR, ou RCR123
      • 16650 (Tamanho equivalente a duas CR123a)
      • 17500
      • 17670 (Tamanho equivalente a duas CR123a)
      • 18500
      • 18650
      • 25500 (Tamanho equivalente a C)
      • 26650
      • 32650 (Tamanho equivalente a D)

8. Fonte de luz
As lanternas usam dois tipos de fonte de luz: incandescentes e LED, cada uma com sua caracterírtica e qualidade

    Incandescente (Incan): usa a luz da queima de gazes dentro de um bulbo. Essa foi a primeira forma de usar a luz e hoje encontra-se um pouco em desuso quando o assunto é lanternas. Possuem dois tipos básicos de lâmpadas, as de filamento e as de descarga de alta intensidade (HID).
      + É a única forma de luz que renderiza 100% das cores.
      + Conseguem emitir muita luz principalmente nos bulbos de HID;
      + Luz é mais facilmente focada;
      + Embora produzam calor, não sofrem com os efeitos dele;
      - Não tem grande autonomia se comparados a LED de mesma potência.
      - O bulbo tem vida útil curta
    LED: usa a luz emitida por um diodo emissor de luz e existem milhares de modelos, cada um com suas características próprias.
      + muito econômicos;
      + ótima quantidade de luz;
      + facilmente controlados por dispositivos eletrônicos.
      + O LED tem vida útil longa
      - produzem calor na base que exigem muita dissipação de calor e lanternas bem projetadas;
      - não renderizam todas as cores, embora já consigam chegar a 92%.

9. Tipos de foco
Os focos reguláveis não são prioridade na criação de uma lanterna, como alguns iniciantes podem pensar. Construir um sistema óptico adequado para a finalidade daquele modelo sim. Os tipos de foco são a forma que a lanterna projeta a luz. Eles variam de modelo para modelo e de acordo com o sistema óptico, sendo que cada um tem suas vantagens.

    Aberto (flood): Foco aberto que não atinge longa distância. Bom para tarefas a curtas distâncias. Ângulo com mais de 15º
    Balanceado: Foco balanceado, normalmente feito por um refletor texturizado. Ângulo com média entre 12 e 8º
    Fechado (Spot): foco fechado que permite o arremesso da luz (throw) mais longe. Ideal para tarefas que exigem alcance de foco. Ângulo com média entre 8 e 5º
[/list]

10. Medidas luminosas (Lumens, Lux, CandlePower e MCP)
São medidas da Física que se relacionam a luz. Cada uma dessas medidas tem uma característica diferente e não podem ser convertidas entre elas. Antigamente se utilizava muito falar em Candle Power, porém essa medida variava muito de lanterna para lanterna, pois se baseava no tipo de foco e por isso, lanternas com a mesma potência tinham valores diferentes. Mais tarde vieram os MCP (micro candle power) devido a chegada dos primeiros Led 5mm que tinham baixa potência. Atualmente o mundo das lanternas adotou os Lux e os Lumens. O lux serve para medir quanto de luz “bate” em uma superfície, então ele ajuda a ver qual lanterna consegue jogar mais luz concentrada em uma determinada área. O Lumen é o padrão mais utilizado, pois ele mede a quantidade total de luz que uma fonte consegue produzir independente do tipo de foco e a área que ela vai atingir. Porém, os Lumens conseguem ter uma variação devido algumas peculiaridade. Por exemplo, o fabricante de determinado bulbo afirma que ele produz "100 lumens", mas esse fabricante apenas mede o bulbo “nú”. Quando esse mesmo bulbo é usado em uma lanterna ele começa a ter perdas diretas no refletor e até mesmo na lente, sendo que o fabricante da lanterna algumas vezes menciona apenas o que lhe convém, ou seja, a medida do bulbo. Então foi criada uma expressão no mundo das lanternas, “Lumens OTF” (lumens Out The Front). Ou seja, a quantidade de lumens que saem da lanterna. Os OTF são os valores mais reais e que muitas marcas mais confiáveis usam. O EUA, através da ANSI (American National Stardards Institute, uma espécie de INMETRO ou institudo de pesos e medidas deles) recentemente estabeleceu medidas para que os produtos que lidam com luminosidade sigam padrões confiáveis. Já estão sendo usadas essas medidas nos produtos americanos e comumente são visto as descrições “Lumens ANSI” que estão em pé de igualdade aos OTF. Em geral os ANSI são tem valores mais baixos devido a forma que são medidos, veja:
Lumens OTF: Lumens totais máximos (em geral quando a lanterna é recém ligada)
Lumens ANSI: Lumens medidos após 3 minutos do dispositivo ligado (e com as baterias providas pelo fabricante).


11. FINAL
Bom galerinha, isso deu uma trabalheira para digitar. :mpr: Espero que tenham gostado! :thumbup:
Qualquer dúvida, postem aqui, que eu vou atualizando o tópico. Inclusive tenho a intenção de fazer um FAQ no post abaixo.

Grande abraço. Juntos somos melhores,
:32:
Última edição por Dioni em 12 Mar 2015, 01:33, editado 1 vez no total.

Avatar do usuário
Dioni
Flashaholic
Mensagens: 160
Registrado em: 06 Mar 2015, 07:54
Localização: Passo Fundo-RS
Contato:

Re: [FIXO] Guia LT sobre Lanternas

Mensagempor Dioni » 12 Mar 2015, 01:31

Reservado. :18:

Avatar do usuário
Python
Flashaholic
Mensagens: 141
Registrado em: 06 Mar 2015, 07:52
Localização: São Paulo, Brasil
Contato:

Re: [FIXO] Guia LT sobre Lanternas (para iniciantes)

Mensagempor Python » 12 Mar 2015, 07:50

Parabéns !!!

Fácil de entender e bem completo :34: :34: :34:
Site para compras ou encomendas: http://www.wladcustom.com.br
Vídeos sobre lanternas: https://www.youtube.com/playlist?list=P ... iS5N6DNzIw

johnny7721
Mensagens: 13
Registrado em: 12 Mar 2015, 11:33

Re: [FIXO] Guia LT sobre Lanternas (para iniciantes)

Mensagempor johnny7721 » 12 Mar 2015, 11:42

Ai sim, agente comeca a entender alguma coisa! Valeu Dione!

Avatar do usuário
cleverson
Enlightened
Mensagens: 48
Registrado em: 08 Mar 2015, 15:59

Re: [FIXO] Guia LT sobre Lanternas (para iniciantes)

Mensagempor cleverson » 12 Mar 2015, 21:26

o dione é mestre, as postagens sao um show

Edson
Mensagens: 24
Registrado em: 12 Mar 2015, 20:55

Re: [FIXO] Guia LT sobre Lanternas (para iniciantes)

Mensagempor Edson » 12 Mar 2015, 22:14

Excelente bem didatico , muitas duvidas aqui foram resolvidas , parabens! :34:

Avatar do usuário
Python
Flashaholic
Mensagens: 141
Registrado em: 06 Mar 2015, 07:52
Localização: São Paulo, Brasil
Contato:

Re: [FIXO] Guia LT sobre Lanternas (para iniciantes)

Mensagempor Python » 13 Mar 2015, 09:03

Para lanternas com LED

Fonte: http://www.candlepowerforums.com/vb/sho ... flashlight

Imagem

Imagem


Heatsink é o Dissipador de calor - o resfriamento é necessário para remover o calor produzido pelo Led. O aquecimento é um resultado direto da quantidade de tempo em que a lanterna é usada e a energia que o Led dissipou em forma de calor. Geralmente o corpo de metal de uma lanterna é usado como dissipador de calor.

Electronic Driver o Driver Eletrônico. controla a energia e funções liberados para o Led.
A energia são a tensão e a corrente suficientes para o Led funcionar dentro das especificações do fabricante.
Multiplicando-se esses dois valores, teremos a potência fornecida para o Led. Dentro de uma potência, teremos a quantidade de Lux / Lumens emitidas. Pode variar entre fabricantes e respectivos modelos de Leds. Um exemplo: um Led do fabricante 'X' trabalhando com 3 Volts a 1 Ampere, consome 3 Watts, e pode emitir 100 lumens e o Led do fabricante 'Y' pode emitir 120 lumens.

As funções seriam os modos, como strobe, aumentar ou diminuir a luz emitida, selecionar entre os modos de saídas (e.g. 5%, 30% e 100%), ligar e desligar no caso dos tailcaps eletrônicos, etc;
Mesmo que a lanterna tenha o tailcap eletrônico, e/ou o tailcap selecione algumas funções da lanterna (Inova Inforce, Armytek Predator Pro, etc), e/ou que e lanterna tenha anéis de seleção de modos/funções na parte traseira ou dianteira do corpo, no final das contas, tudo isso irá para o Driver e depois para o Led.

Até onde eu li, os Leds funcionam com uma alimentação:
- infravermelhos 1,5 volts;
- vermelho, verde cerca de 2 a 3 volts;
- azul de 3 a 4 volts.
Site para compras ou encomendas: http://www.wladcustom.com.br
Vídeos sobre lanternas: https://www.youtube.com/playlist?list=P ... iS5N6DNzIw

Avatar do usuário
cleverson
Enlightened
Mensagens: 48
Registrado em: 08 Mar 2015, 15:59

Re: [FIXO] Guia LT sobre Lanternas (para iniciantes)

Mensagempor cleverson » 13 Mar 2015, 12:22

a escolha da lanterna é algo engraçado. quando fazemos a primeira compra sem muito conhecimento perguntamos em foruns ou a alguem com conhecimento, recebemos varias dicas e no final acabamos comprando uma porcaria chinesa que vai estragar logo e teremos que comprar outra com melhor qualidade. eu fiz essa besteira e acredito que a maioria aqui do forum tambem fez. entao iniciantes, ouçam os conselhos dos experts por que quando se trata de lanternas o barato sai caro.

Avatar do usuário
Chico
Flashaholic
Mensagens: 105
Registrado em: 06 Mar 2015, 10:01
Localização: Fortaleza - Ceará

Re: [FIXO] Guia LT sobre Lanternas (para iniciantes)

Mensagempor Chico » 13 Mar 2015, 17:16

Leitura obrigatória!!! :10:
"Uma boa lanterna sempre é melhor que uma lanterna mais potente!"

Avatar do usuário
cleverson
Enlightened
Mensagens: 48
Registrado em: 08 Mar 2015, 15:59

Re: [FIXO] Guia LT sobre Lanternas (para iniciantes)

Mensagempor cleverson » 13 Mar 2015, 21:01

quando me interessei por lanternas nao tinha muita coisa de material no brasil e comecei lendo coisa mais avançada mas foi dificil pois o basico eu nao sabia e somente algum tempo depois fui aprendendo e entendendo as coisas.... esse topico serve pros iniciantes e pros mais avançados dar uma relembrada


Voltar para “Geral”

Quem está online

Usuários neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron